Manifesto

Modelo: Bruno Ribeiro      Fotografia: Kleber Garcia

“Somos inconscientemente vitimas da mídia, constantemente expostos à valores estéticos limitados e por vezes irreais. Tentamos nos encaixar e quando não conseguimos nos frustramos, dando inicio a um processo de corrosão de nossa auto-estima.
Ha três anos comecei a publicar fotos nu em meu antigo tumblr. Além de eu ser o modelo mais acessível para dar vida aos meus projetos, expor meu corpo é como uma “terapia de choque” para minha auto-estima. Não importa o seu biotipo, sempre haverá alguém que te acha atraente e alguém que te acha feio. É uma questão de preferencia individual. Não podemos agradar a todos.
Entre críticas e elogios comecei a ver que não era o monstro que a mídia me fez pensar ser. Aprendi a lidar com o tamanho das minhas orelhas, minhas coxas grossas, minha pele áspera meus braços finos e meus testículos pequenos. Mesmo depois de tantas fotos expondo meu corpo e melhorando minha auto-aceitação, minha barriga ainda me incomodava. Mas acho que chegou a hora transcender o pudor e me aceitar por completo.
Não sou mais bonito e nem mais feio. Sou diferente.
Não tenho qualidade nem defeitos. Tenho características.
Assim como todos.”
manifesto1 manifesto2 manifesto3 manifesto4 manifesto5 manifesto6 manifesto7 manifesto8 manifesto9 manifesto10

2 pensamentos sobre “Manifesto

  1. Pingback: Projeto Viva Caligula celebra o nu como forma de empoderamento – Curitiba Cult

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s